na cabeceira

literatura & diarices

O despertar (Diários do vampiro - 1)

Há muito tempo comecei a assistir uma série chamada The Vampire Diaries que contava a história nada crepuscular de um triângulo amoroso formado por dois vampiros irmãos e uma garota de uns 17 anos (e virei #TEAMDAMON4EVER ♥). Mas somente no início deste ano descobri que a série é baseada nos livros…

Um dia

Ou: o livro que acabou com meus post-its.
Um dia, o maravilhoso livro escrito por David Nicholls, quebrou meu coraçãozinho de tantas formas e em tantos pedaços que até agora não sei como lidar com esse sentimento de reconhecer-se num personagem a tal ponto que coloquei TRINTA E DOIS (32) post-its n…

Frankenstein ou o Prometeu moderno

Então eu li Frankenstein. E, resumindo o livro em uma palavra: mimimi.
Se eu detestei a obra-prima de Mary Shelley tanto assim? Claro que não. Porém, fiquei levemente incomodada com a quantidade de drama que nela contém. Tive de pesquisar a vida da escritora para entender o porquê de tanto mimimi.…

A princesinha

Tenho uma queda por livros infantis. Mais do que uma queda, eu diria. Uma verdadeira fascinação. Desde criança sou rata de biblioteca. E é verdade que minhas primeiras leituras foram clássicos da literatura universal (ou seja: livros mais adultos do que infantis). Porém, sempre li de tudo e não de…

O assassinato de Roger Ackroyd

Há algumas semanas estava eu em meu curso quando uma de minhas colegas aproximou-se e disse: — Mia, tenho algo pra ti. — Oi, Sílvia! O que é? — Então, como ontem você tava dizendo que nunca leu um livro da Agatha Christie, aqui está o melhor livro dela. Se você ler esse e ainda assim não gostar, p…