na cabeceira

literatura & diarices

Retrospectiva literária 2019

Ainda não senti o baque de fim de ano. A comemoração do Natal passou de forma estranha. Teve comida, teve doce, teve festa, mas não consegui sentir um encerramento de ano ainda. Apenas olhando pra tudo o que li em 2019 é que tenho uma noção de quanto tempo passou. Até agora, foram 49 leituras - ma…

Era uma vez uma mulher que tentou matar o bebê da vizinha

Por algum motivo, posterguei a leitura desse livro. Claramente, essa não foi a decisão mais sensata que já tomei na minha vida de leitora, pois esse é um livro diferente no melhor sentido da palavra. Liudmila Petruchévskaia é uma autora diferente. Meu primeiro livro dela até agora, Era uma vez uma…

Pensando pensamentos com Patti Smith

Eu nunca tinha lido nada da Patti Smith. Parece absurdo falar isso, especialmente porque toda a minha bolha da internet ama essa mulher, mas é isto: eu nunca havia lido nada dela. Tenho, entretanto, todos os livros dela lá em casa, na minha estante, me encarando. Porém, acredito firmemente que cad…

Tudo novo de novo

Todo mundo está fazendo o desafio da década e, embora eu não queira lembrar das péssimas fases por que passei na minha transição de adolescente para adulta, é impossível não pensar em como é incrível que este blog tenha me acompanhado por tanto tempo e que eu não seria quem eu sou sem ele. Faz 10 …

la vie in dark

Tenho que entregar o TCC em uma semana (!), mas meio que só consigo pensar em filmes de terror. Definitivamente, escrever a monografia em outubro não foi uma boa ideia. Sendo meu mês preferido do ano, eu passo todos os outros esperando outubro chegar pra poder fazer aquela seleção de filmes de ter…

Sessão da meia-noite com Rayne e Delilah: filmes de terror, programas toscos e amizade feminina

Eu disse que entrei em hiatus e aí vim aqui fazer o quê? Isso mesmo, escrever sobre um livro às 02h58 da manhã em uma quarta-feira. Mas, honestamente, após quase uma década de blog as pessoas que me leem já deveriam saber que eu não consigo ficar muito tempo longe daqui. Este é o meu relacionament…

Uma espécie de hiatus?

Às vezes, acordo no meio da madrugada querendo desesperadamente escrever aqui no blog. Sinto falta de quando chegava da escola e simplesmente abria o editor de texto e escrevia sobre alguma coisa engraçada e bizarra que havia me acontecido (e sempre acontecem coisas engraçadas e bizarras comigo, c…

This is my year of rest and relaxation

Eu não consigo suportar almoços em família.  Parece que, ultimamente, as pessoas só sabem se reunir para falar de morte, doenças e governo. De política não aguento mais ouvir, sequer falar. Não foi por falta de aviso e estou honestamente exausta de debates que não levam a lugar algum. Já doenças e…

A vez em que Ian McEwan errou

(imagem daqui)
No início do ano, quando a Companhia das Letras anunciou que um novo livro do Ian McEwan seria lançado, fiquei atenta. O escritor britânico se tornou um dos meus preferidos após a leitura de Reparação, sua obra-prima. Gosto dele especialmente por conseguir imprimir delicadeza a temas…

Aceite a flor

My method is uncertain
It's a mess, but it's working

(Please, please, please - Fiona Apple)
Ultimamente tem sido bem difícil existir, assim, num todo.  Estou fazendo doze disciplinas na faculdade porque preciso me formar até o final do ano, já que sou bolsista e o querido governo decidiu aca…

Fiz uma dobradinha Stephen King e acho que não vou dormir nunca mais

Por algum motivo, decidi ler um livro do Stephen King atrás do outro. Pensava eu, em minha ignorância, que seria de boas, afinal eu sou uma Garota do Terror, adoro a temática, assisto a filmes de terror rindo. Ledo engano. Li dois livros do titio King em sequência e estou tão atormentada pelas cen…