na cabeceira

literatura & diarices

O ano mágico de Joan Didion

Hoje percebi que faz dez anos que terminei meu primeiro namoro. Não faz dez anos desde que o iniciei, mas sim que o terminei. Acidentalmente, vi que meu ex está curtindo a página do Querido Clássico no facebook e lembrei: faz dez anos. Demorei um pouco para fazer essa constatação porque, de certa …

Sol da Meia-Noite, de Stephenie Meyer

Lembro de estar numa comunidade do Orkut dedicada a livros quando ouvi falar pela primeira vez em Sol da Meia-Noite (Midnight Sun, no original), livro de Stephenie Meyer que contaria os eventos de Crepúsculo a partir da visão de Edward Cullen, o interesse amoroso de Bella Swan, a protagonista da s…

Quão diferente seria o mundo se as mulheres tivessem espaço na história?

Cresci numa família religiosa. Como quase toda família brasileira, tem uma parte católica e outra que se espalha por crenças derivadas do cristianismo. Alguns membros fazem ou fizeram parte de cultos de matriz africana e outros foram para o ateísmo. Mas, em suma, minha infância e adolescência fora…

O Morro dos Ventos Uivantes: um romance sobre obsessão, classe social e vingança

Em 1848, a Graham's Lady's Magazine resenhou o então polêmico lançamento, "Wuthering Heights", escrito por um jovem anônimo chamado Ellis Bell. Entre diversas opiniões fortes, a revista chegou ao ponto de se perguntar como alguém conseguiu escrever aquele livro sem comprometer su…

Formei.

No Zoom, com uma maquiagem improvisada, o cabelo meio despenteado e uma roupa normal. No meio de uma pandemia, vendo meus amigos e colegas apenas por vídeo e me sentindo emocionada de uma forma anticlimática, porque existem poucas coisas mais anticlimáticas do que formar online. Mas formei. O víde…

A Sucessora, de Carolina Nabuco

Li A Sucessora para a segunda leitura coletiva do Querido Clássico e preciso dizer que fiquei surpresa. Foi uma leitura que fiz com calma, embora a escrita fluída de Carolina Nabuco e as menos de duzentas páginas do livro convidem o leitor a simplesmente embarcar no Brasil de cem anos atrás sem co…

Por lugares incríveis, de Jennifer Niven

Por Lugares Incríveis foi o último livro que li antes da pandemia começar por aqui de fato. Foi uma experiência estranha. Era começo de março, estava um calor quase insuportável e eu andava nas correrias de documentação para o último semestre da faculdade. Em meio a uma fila e outra, pegava o Kindl…

Os filmes do primeiro semestre

O primeiro semestre acabou faz um mês, mas eu perdi o conceito de tempo durante a pandemia, então acho que não há problemas em falar sobre os filmes assistidos agora, em agosto. Já falei sobre as leituras aqui, mas, lendo o post da Jéssica, sobre os filmes, fiquei com vontade de escrever um também…

Emma, a obra-prima de Jane Austen

Jane Austen não é a minha autora preferida, mas é uma delas. Suas histórias sempre me comovem por terem, aparentemente, um enredo romântico, mas serem muito mais sobre questões econômicas relativas a vida das mulheres da época do que qualquer outra coisa. Em Emma, entretanto, isso é diferente: emb…

Lendo O Morro dos Ventos Uivantes durante um ciclone

O mundo tem quase acabado todos os dias, mas às vezes parece que ele vai acabar de verdade. Na semana passada, quando teve o ciclone, fui pega completamente de surpresa, porque tenho me ausentado de ler notícias ou ver jornais (disse a jornalista) para tentar preservar a pouca sanidade que me rest…

A beleza e o terror de perder o controle

Acabei de ler um livro que me fez companhia por várias semanas: A História Secreta, de Donna Tartt. Quem me acompanha no instagram provavelmente viu o quão obcecada eu fiquei por ele. Mesmo dentre as diversas leituras que estava fazendo, ele se destacou. Embora eu o estivesse lendo há semanas, a h…