na cabeceira

literatura & diarices

Clubinho das Damianas

Este texto foi escrito em junho, e o Eurovision aconteceu antes disso, mas cá estou eu, só lembrando dele meses depois. Segue o baile.Sempre pensei que o Eurovision fosse uma banda. Eu ouvia as pessoas falarem em Eurovision e pensava "ah, a banda". De onde tirei isso, jamais saberei. Mas …

O homem da forca, de Shirley Jackson

Atalanta, Will Barnet (1974)
Penso com certa frequência no início de A redoma de vidro"Era um verão estranho, sufocante, o verão em que eletrocutaram os Rosenberg, e eu não sabia o que estava fazendo em Nova York." Acho esse um dos melhores inícios da literatura porque já nos estabelece …

TAG de fim de ano

Todo ano eu faço algumas TAGs para avaliar a minha leitura. Eu honestamente nem acredito que já estamos no final de novembro!!!!! E acho que essa correria toda e surpresa por estarmos já perto do final do ano me faz pensar em algumas coisas, especialmente na forma como tenho usado o meu tempo - ou …

A ascensão da rainha, de Rebecca Ross

A ascensão da rainha (The Queen's Rising, traduzido por Regiane Winarski) tem 378 páginas, que li em dois dias. Teria sido menos se não tivesse de dormir. O livro de Rebecca Ross me fez adentrar num mundo maravilhoso que reúne muito do que eu gosto: ficção histórica, bons protagonistas, fantasi…

perturbação mental

~Coven of one, de Stephen Mackey~ Hoje o dia começou sendo ontem. Porque não dormi, né. Eu e meu projeto Vampira 2021. Aí eram umas 6h da manhã, os raios de sol começavam a entrar pela minha janela enquanto o pato (já contei do pato? o pato é um evento diário da minha existência, já deixou de ser um…

Sobre assombrar a si mesma

"I don’t write because I think I have something to say. I write because if I don't, everything feels even worse." (Writers & Lovers, Lily King) 
Li Writers & Lovers no mês passado. Uma das primeiras frases do livro é essa acima. "Não escrevo porque acho que tenho algo a diz…

O Exorcista, de William Peter Blatty

Deve ter sido a terceira ou quarta vez que li O Exorcista, livro de William Peter Blatty que deu origem ao filme de 1973 (no qual Blatty é o roteirista, inclusive). Sempre que me perguntam quais são os meus livros-conforto e eu respondo que esse é um deles, as pessoas reagem com estranhamento porqu…

Ela não está apenas triste: como a ficção tem retratado a depressão feminina

Eu sou uma Mulher Que Escreve e também uma ávida consumidora de cultura pop. A arte é a minha forma preferida de ignorar a vida e, desde que comecei a escrever sobre produções culturais, minha mente começou a estabelecer padrões para tudo o que eu vejo e percebo com meus sentimentos. Como mulher e…

Uma aposta irresistível, de Tessa Dare

Uma aposta irresistível é o 14º livro que leio da Tessa Dare. Todos neste ano. Sim. 
Eu disse no post sobre o balanço das leituras do ano que os livros da Tessa Dare têm sido a minha única alegria literária em 2021 - e eu não estava brincando. Em meio às minhas muitas leituras obrigatórias, sejam po…

Byroniana

Eu amo e odeio o Lorde Byron na mesma proporção. Adoro sua poesia e seu comprometimento com a arte, mas tenho pavor de tudo o que dizem dele. Qual foi a minha surpresa, então, quando li a biografia das Marys e me deparei com os seguintes fatos:  eu tenho muita coisa em comum com o Byron; também me i…

Colagem #1

"A amizade entre os dois era como um buquê de flores murchas que Emma insistia em regar. Por que não deixar morrer? Era tão irrealista desejar que uma amizade durasse para sempre..." Tenho postado algumas colagens lá no meu instagram pessoal - que estou usando agora pra tudo, menos pras co…

Modern Love: histórias reais de amor em suas várias formas

Em meados de 2019, o Prime Video lançou em seu streaming uma série cujos oito episódios derivam de uma coluna no The New York Times. A coluna em questão existe há algumas décadas e, ao longo dos anos, abriu espaço para que leitores do jornal contassem suas histórias de amor. Longe de ter somente r…

Please to meet you

back when we were still changin' for the better wanting was enough for me, it was enough
(august - taylor swift)
(Esta é a edição #1 da minha newsletter, que achei legal publicar aqui uns dias depois porque sim. Se você quiser se inscrever para receber as próximas edições diretamente pelo e-mail, b…