na cabeceira

literatura & diarices

Ubik: os limites da realidade de Philip K. Dick

É praticamente impossível ser um leitor de ficção científica e não conhecer Philip K. Dick. Para isso, há um motivo. O autor estadunidense, nascido em 1928, estava longe de ser uma pessoa comum. A forma como pensava o futuro e mesclava suas dúvidas espirituais com enredos onde a realidade é extrem…

Escondida no jardim secreto

Desde o início da pandemia, a vida mudou de uma forma ansiosa e desesperada, trazendo muitas coisas ruins e noites mal dormidas. Do ano passado, com a ameaça da pandemia, até a certeza de uma nova realidade, perdi a vontade de fazer muitas coisas que amo porque, no meio de grandes acontecimentos hi…

Um resumo do meu 2020 em imagens honestas de Crazy Ex-Girlfriend

Crazy Ex-Girlfriend é uma das minhas séries preferidas. Já escrevi muito sobre ela e quem me conhece sabe que trata-se de uma referência básica nas minhas conversas, isso porque, além de ser uma obra perfeita, a protagonista, Rebecca Bunch (criada e interpretada pela Rachel Bloom) é basicamente a m…

Criei um ig literário para o blog

É isto, gente. Criei um perfil no instagram pra o blog. A ideia é postar fotos dos livros que estou lendo, coisas assim. Antigamente, eu usava o facebook pra isso, mas aquela rede é horrível. Demorei muito tempo para escolher onde criar um perfil pra o blog, mas cá estamos. A experiência de cuidar …

Retrospectiva literária 2020

Eu não forcei leituras em 2020. Vários livros foram abandonados, alguns eu simplesmente deixei para terminar depois, cada um a seu tempo. Com toda essa angústia da pandemia, houve meses em que li muito e meses em que li nada. E tudo bem. Mas 2020 foi um ano repleto de boas leituras. Ao todo, foram …