na cabeceira

literatura & diarices

Uma espécie de hiatus?

Às vezes, acordo no meio da madrugada querendo desesperadamente escrever aqui no blog. Sinto falta de quando chegava da escola e simplesmente abria o editor de texto e escrevia sobre alguma coisa engraçada e bizarra que havia me acontecido (e sempre acontecem coisas engraçadas e bizarras comigo, convenhamos). Bate uma saudade enorme de ter tempo para escrever amenidades e zero noção de que talvez não seja uma coisa tão boa assim abrir a minha vida pessoal de forma tão natural na internet. 

Mas o tempo passa e as coisas mudam, embora eu gostaria que algumas permanecessem inalteradas. É o caso do blog e do meu tempo para escrever crônicas, ensaios e até mesmo para falar sobre livros e coisas que ando vendo por aí. O culpado? No momento, o TCC - que, pra ser bem sincera, não me consome tanto tempo de escrita, mas me exaure com leituras e mais leituras, especialmente porque acho que nunca li o suficiente sobre determinado assunto. Mas, para ser bem sincera, é apenas a vida adulta que foi chegando e se instaurou, me deixando mais nervosa, irritada, sem tempo e torcendo o nariz pra me expor como uma adolescente no blog. 

Porém, não vou vir aqui dizer que é isto, deu de blog, cabô blog, bye-bye blog, até porque sabemos muito bem que se eu dissesse isso total não seria verdade, já que este é Meu Espaço há quase uma década e não vai ser do nada que vou deixá-lo. Posso ter largado os monólogos sobre a minha vida pessoal, mas não larguei a vontade de escrever - que se transformou em algo profissional, quem diria, né? Portanto: volto assim que puder, provavelmente lá por novembro, pra falar de muitos livros que li, séries que vi, meu mergulho em vampiros (RISOS, mas é verdade) e as cartas de amor que Henricoitavo enviou para Ana Bolena, uma das minhas pequenas obsessões. 

Enquanto não volto pra cá, me acompanhem nos meus projetos: 
Cultura pop por mulheres. Já que não é pessoal (apesar de que não acredito numa escrita completamente fora do pessoal, mas divago), mantenho mais ou menos uma média de dois textos por mês lá. Geralmente eles são sobre Mulheres Tristes em séries e livros, Mulheres Históricas Mortas, filmes de terror, bruxaria e a solidão narrativa do século XXI. 
Nasceu há pouco, mas me deixa muito feliz, pois o tenho idealizado desde o final do ano passado. Lá, falo sobre os clássicos da literatura, com curiosidades, fotos dos autores e adaptações já feitas. Logo estreará a newsletter, na qual escreverei sobre os livros abordados no mês sob um viés feminista, sempre pensando na figura feminina representada nas obras. 
Também conhecido como Meu Projeto de Terror. No twitter, falo sobre filmes e curiosidades do universo de terror. No podcast, aprofundamos a discussão do terror da vida real sob um viés jornalístico: o que é fato e o que é ficção nas histórias que rolam pela internet? Contamos com entrevistas dadas por especialistas nas áreas dos temas abordados em cada episódio. 
Minha newsletter, que também não é lá muito atualizada (ao menos não por enquanto), mas existem textos lá e de vez em quando a atualizo com pensamentos sobre a vida, o universo e tudo o mais. 

Me desejem sorte nesse TCC pra eu poder me formar e voltar à minha vida normal, quando todos os meus pensamentos não convergiam pra formatura. 

1 Comentários

Postar um comentário